Click Notícias
Compartilhe
200415224408.jpg
20.04.2015 22hs44

Polícia Federal prende três pessoas por suposta fraude ao INSS em Jales

A Polícia Federal de Jales (SP) prendeu nesta segunda-feira (20) dois homens e uma mulher dentro de uma agência bancária no centro da cidade de Jales. A prisão foi feita durante a Operação Zumbi, que teve como objetivo prender indivíduos que aplicariam golpe contra o INSS. Eles sacaram R$ 11 mil e receberam voz de prisão dos federais.

Uma agente de saúde de Caratinga, de 35 anos, um corretor de veículos da cidade, de 39 anos, e um desempregado, de 41 anos, foram presos em flagrante por estelionato e associação criminosa. Um veículo também foi apreendido com o grupo. Todos serão ouvidos e conduzidos para cadeias públicas da região de Jales.

Há um mês a Polícia Federal de Jales recebeu informações da inteligência do Ministério da Previdência informando sobre benefício de pensão por morte que seria pago em Jales com fortes indícios de fraude. As investigações demonstraram que uma mulher que residia em Caratinga (MG) informou ao INSS endereços de Jales para sacar quantia que seria fruto de um golpe de falsa pensão por morte de seu marido.

Os criminosos criaram um contribuinte fictício e fizeram 11 contribuições à Previdência com valores próximos ao teto. Posteriormente, o contribuinte “morreu” e a golpista deu entrada no INSS com pedido de pensão por morte. Ela apresentou documentação falsa obtida em cartórios atestando seu falso casamento e falsa certidão de óbito.

O INSS concedeu a pensão de aproximadamente R$ 4 mil à golpista mediante a documentação falsa apresentada, porém, a própria Previdência identificou indícios de fraude e acionou a PF para que uma investigação fosse realizada.

Fonte: g1.globo.com

Editado por: Redação